Não é mais novidade que os grandes investidores institucionais (fundos de investimento, fundos de pensão, bancos, seguradoras) incorporaram as pautas ESG em seus discursos, bem como em suas carteiras.

Só nos últimos três anos, três documentos traduzem o estado da arte: a declaração do Business Roundtable (2019), o Manifesto de…

Em meio empresarial historicamente marcado pela concentração acionária, é natural que a compreensão e descrição do poder nas sociedades anônimas seja definido pela dicotomia entre controladores (com poder) e não controladores (sem poder). Presos a noção formalista de controle, outras formas de exercício do poder são ignoradas pelos estudiosos brasileiros.

Escrito em colaboração com Gabriel Barenco

A Lei 14.195, de 26 de agosto de 2021, estabeleceu a autorização para o chamado voto plural nas sociedades anônimas. O mecanismo até então vedado pela legislação societária permite às companhias manterem uma ou mais classes de ações ordinárias com poder de voto multiplicado.

Sem Título (1987) de Cildo Meireles

Na última semana, a CVM lançou a Agenda Regulatória 2022 em que listou as prioridades normativas para o ano que vem.

Metaesquema (1958) de Helio Oiticica

Antigamente, diz-se que os participantes do mercado se surpreendiam quando novas Instruções eram publicadas. Com a agenda regulatória listando as Audiências Públicas e Instruções que estão saindo do forno…

Rodrigo de Abreu Pinto

Nascido em Recife. Formado em filosofia pela FFLCH-USP. Mora no Rio de Janeiro e estuda direito na PUC-Rio. Escreve às quartas.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store